segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

As escolhas são sempre vossas.


“ Com Amor vos envolvo.
E com Amor aparentemente vos deixo seguirem o vosso Caminho.
Caminho justo e por vós escolhido porque nunca ninguém vos obriga a nada e vocês sabem que as escolhas são sempre vossas.
A algo vos obriguei alguma vez ?
As escolhas são sempre vossas.
Aproveitando as primeiras palavras que não foram minhas, não tenhas medo de acolher quem é diferente e que aparentemente te provoca medo.
A qualquer momento tu tens a escolha de interromper essa própria escolha já iniciada.
Aceita. Nunca te foi dito que irias receber caramelos, doces.
Isso não te iria dar prazer.
Numa fase da tua vida tu sempre gostaste de roer o osso. Dá-te mais prazer isso.
Dou-te autorização de recusar alguns mas não recuses todos.

Porque precisam. Pensa nisso. Pensa nisso.


Porque também precisas de pensar porque não podes ficar sem pensamento. Ele também te ajuda a ver melhor as coisas.
E as escolhas nunca são definitivas.”


-Mesmo aqueles que vão desistindo um pouco, também fará parte do nosso papel ir puxando ?

“Basta-te estar disponível e transmitir essa disponibilidade.
Porque agarrando noutra analogia, os filhos podem regressar à casa dos pais sempre que o queiram.
E aproveitem a vossa Vida a cada dia, porque cada dia é especial.
E mesmo quando chove faz Luz.
E vivam cada dia com uma Alegria que vocês sabem que têm aí.

Emanem Amor àqueles que precisam e aí é-vos mais fácil emanar Amor de uma forma simples que vocês já sabem que pode ser através de um Abraço.



Se alguém vos procurar porque partiu e não consegue partir, não tenham problema e podem chamar por Mim, que eu vos ajudo.
Porque às vezes há uns que partem e não conseguem pedir-nos ajuda porque têm medo e às vezes até nem sabem que Nós existimos.
Se essas Almas vos procurarem de alguma forma já nos estão a procurar a Nós e como Somos Todos Um, chamem-nos que nós as encaminhamos para a sua escolha e as acolhemos.
Por vezes há Almas que estão em locais onde não conseguem ouvir nada, nem têm discernimento para ver nem ouvir. Apenas estão ali.”

Canalizado por :                                                                                                                                    Ana Clara
                                                                                                                               em 15 /01/11


Este artigo é protegido por direitos de autor. O autor dá permissão de partilhá-lo, através de qualquer meio, contanto que os créditos sejam incluídos, o nome do autor, a data da publicação e o local de onde se obteve a informação divulgado com o corpo da mensagem. É expressamente proibido sua comercialização sob qualquer forma ou seu conteúdo adulterado ou parcialmente divulgado ou utilizado para base de qualquer trabalho sem permissão prévia do autor. Sempre incluir o endereço electrónico do site em Portugal.


Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...