segunda-feira, 29 de maio de 2017

Vocês criam o que querem.

27-5-2016

Mensagem de Gaia e Arthrathon

Transmitida a Maria Clara




Gaia:

Concentrem-se em apenas Ser. Como a Natureza.
Sigam os seus ciclos imparáveis, inadiáveis, aparentemente tão complexos mas apenas simples, de entrega.

Entreguem-se, aceitem o que vem e o que vai.
Não dêem mais do que aquilo que os outros querem ou conseguem aceitar.
Aceitem tudo o que vem; o que não conseguem acolher, cedam apenas.

Esse desapego, essa entrega, essa dádiva faz-vos estar em consonância com os Ciclos, com a Energia da Natureza, que tudo recebe e que tudo dá.
Sem nada pedir e tudo aceitar.

Nesse equilíbrio, tudo o que ‘perdem’, apenas dão a um outro vértice qualquer da vivência infinita.
Tudo é transmissível.
A areia que vos escorre pelas mãos já foi rocha. E agora dilui-se pelo Todo, por todo o lado.
Tudo é transformação. E não podemos encarcerar essa transformação.
Vocês próprios são mutáveis, em corpo e em espírito.”
Gaia

Arthrathon:

“E têm também a capacidade dessa transformação ao vosso redor, porque são também factor de criação. Vocês criam o que querem.
Se querem Paz, construam-na. Se beleza, criem-na.
Se todos os parâmetros da vossa criação estiverem alinhados no equilíbrio, no ‘bem’, no belo, tudo à vossa volta flui nessa harmonia.

Se criam para manipular e transformar em algo que apenas vos é exclusivo, assim fluirá, mas como uma erva daninha, que tudo invade e não dá espaço a mais nada.
Os sentimentos também são assim.

Mas seguindo as sentidas palavras de Gaia, deixem fluir o ciclo.
Tudo o que floresceu em vós é livre mas há que regar, há que semear como escolherem. 

A Natureza é de todos. E cada um tem de ser responsável pelos seus passos e pelos seus actos.

Não apressem o ciclo.
A vida é um jogo, uma peça de cada vez. Se apressam essas peças tudo desmorona, atabalhoado, confuso e sem conseguir atingir a meta.
O frente a frente das peças tem de ser feito de forma sábia, pacífica e amorosa. É um jogo sem perdedores ou vencedores.

E sabem que os que são apontados como vencedores são os que mais trabalharam e transpiraram, porque são mais visíveis e por isso mesmo apontados?
Para quem apenas observa ou julga, não importa se houve tempo envolvido ou trabalho ou sofrimento pela peça movida. Apenas lhes importa o facto e não os motivos ou objectivos.

Sei que o objectivo não é ganhar, é apenas Ser. Honestos, livres, em Paz. E essa é a vossa escolha, aceite ou não por outros. 
Assim É!

Nesta aparente distância, em que cada vez mais Portais estão disponíveis e fluidos, Assim É!”

Arthrathon

Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...