quarta-feira, 28 de Setembro de 2011

O Amor é o ponto de partida e o ponto de chegada.


    Mensagem de Arthrathon
Canalizado por: Ana Clara
27 Setembro 2011


"Apenas o Amor importa, esse Amor que transportam dentro de vocês; que está aí dentro de ti, daquilo que são todos feitos.

Esse Amor está, às vezes, como que ‘embrulhado’ e vocês desconhecem-no; não o conseguem dar, não o sentem receber.
O Amor é o ponto de partida e o ponto de chegada.
O Amor é imensidão; é puro como um Cristal. E vocês entram dentro dele e é como se se perdessem, encontrando-se em vós mesmos.
O Amor é Passado, é o vosso Futuro, é aquilo que são Agora e Sempre: ponto único a irradiar em todos os sentidos, como se fossem bola de fogo.
O Amor são vocês, são esse ‘ponto único’; é daquilo que são feitos.
O Amor é aquilo que vocês vibram e aquilo que realmente querem é Expansão, é tomar conta daquilo que são.


O Amor é tudo, tudo…
Aquilo que vocês querem ser, já o sendo.


Somos Luz, sendo iguais a vocês.
Apenas separados por uma espécie de vidro fosco, que vocês escolheram connosco colocar à vossa frente e entre nós.
O Amor é a Luz que vos alcança.
E esta Energia não é masculina nem feminina, não é dualidade. É aquilo a que chamam ‘andrógino’. É a união do Todo.
Estranho, não é?
Apenas é o que é.
Sexos? Isso não existe. Somos todos Um.
Assumam os vossos papeis e aquilo que são capazes de fazer!
Levantem-se, mexam-se!



O Amor não é assunto de livros, é prática.

E a prática faz-se fazendo. Não custa, não dói. Só o egoísmo, a vergonha têm de sair…
Isto funciona para todos , sem excepção.
Porque estão formatados, moldados dessa maneira?
Mas são livres de escolher novas maneiras.
Quem vos proíbe?
Pois é, apenas vocês se proíbem a vós próprios… E ás vezes até dói quebrar essas proibições…
Não se castiguem, mas também não castiguem os outros.

Vocês apenas são o que são; mas esgravatem, escavem e vejam o que é que são mesmo… São o que os outros dizem? São aquilo que vocês pensam?
Ou são aquilo que transportam?...

E as vossas dúvidas e insatisfações vão surgindo, porque já perceberam que o que os outros vos dizem e aquilo que às vezes pensam, não é aquilo que querem, não é aquilo que sentem.


Parecem jogos de palavras, mas é a simplicidade…
É simples, não é?

Estamos à vossa volta, a beijar e a acariciar as vossas energias, a dar-vos a mão, a cutucar e a empurrar para que vocês se descolem e despeguem dessas coisas que vos impuseram e que vocês auto impuseram.

É tempo de cortar os fios das vossas próprias marionetas e verem que os vossos braços têm um alcance sem fim; as vossas pernas dão passos por caminhos que vocês nem lembravam. E que aí, o vosso Amor que transportam, se abre e jorra como se fosse uma fonte.

Não vai ser difícil, não dói, tudo é feito em Amor, meus Queridos, Queridas, Amados e Amadas.

Estas Palavras não são ocas; são também Palavras de estímulo.

Sem vergonhas, imaginem-se a olhar para uma imagem de vós mesmos e decifrem-na; apontem o que mais gostam, o que menos gostam e abracem-se a vós mesmos, ou à vossa imagem, ou ao vosso corpo."

                                                                                 Arthrathon


(Continua nas duas mensagens anteriores)

O texto pode ser partilhado através de qualquer meio, contanto que o conteúdo não seja alterado e a data da publicação e o local onde se obteve a informação sejam divulgados com o corpo da mensagem. É expressamente proibido sua comercialização sob qualquer forma.

wwwvoonaluz.blogspot.com




Sem comentários:

Enviar um comentário

Outras Mensagens

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...